Pages

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Tenha pressa em ir sem pressa e educadamente.

As pressões por resultados são tantas, a pressa em resolver as diversas demandas é tão grande, que nos impomos, ou nos é imposto, um ritmo alucinante. Vinte e quatro horas por dia não são mais suficientes para abrigar tudo o que precisamos fazer, o dia ficou curto, para alguns curtíssimos.

Precisamos correr cada vez mais para não acumular serviços, para não perder prazo, para não perder vendas, não perder o ônibus, para não perder o sinal aberto, não perder o encontro marcado, a festa dos filhos e outros tantos não perder...

O tempo está ficando tão apertado, mas tão apertado, que se não cuidarmos vamos caminhar na direção de medi-lo de forma idêntica a de corridas de Fórmula 1 e outras do gênero: na casa dos centésimos de segundo. Mudaremos o ditado: não temos um segundo a perder, para: não temos centésimo de segundo a perder.

Nessa pressa toda, nessa pressão sobre-humana (com a nova ortografia estou perdendo um tempo danado para consultar o Google - o tem de tudo - para saber se o hífen continua existindo em algumas palavras ou não) por resultados até as boas maneiras estão deixando de ser utilizadas. Tem gente, muito equivocada, achando que no grito vão conseguir mais e melhores resultados.

No grito, na pressão desmedida - não confundir com firmeza - pode-se até conseguir durante algum tempo resultados, mas só durante algum tempo. Não há sustentabilidade em nada que seja conseguido no “queixo”. Tolice acreditar no contrário.

Dê um tempo para você, para seu corpo, que é uma máquina e precisa de cuidados, para os amigos, os filhos, para não fazer nada. Lembre-se do ditado: “De insubstituível o cemitério está cheio”. Não esqueça também que outro ditado muito conhecido no meio dos “queixudos”: “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”, está sendo interpretado por quem obedece de outra forma: Manda que pode, obedece quem não tem - momentaneamente - alternativa.

Não seja azedo, nem apressado. Vá com calma e educadamente, chegue inteiro e com pessoas ao seu lado. O que adianta chegar e não desfrutar saborosamente dos resultados obtidos?

1 comentários:

εïз mi disse...

e o não ter tempo nem pra atualizar o coisas? pois atualizei. é uma questão de escolha, isso ou aquilo. o aquilo é o cafofo desarrumado rs