Pages

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Uma democracia faz de conta.

Democracia não significa apenas a possibilidade de exercermos alguns dos direitos mais elementares do ser humano como o ir e vir ou o se expressar sem censuras prévias. Democracia de verdade se traduz nas palavras de Fernando Sabino: “Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um”.

Estamos longe, muito longe, de ter oportunidades iguais no Brasil. Aliás, estamos longe de ter oportunidades. Um dos maiores entraves a ser superado para que isso aconteça é fazer a educação chegar “ao chão da fábrica”. O interesse mesquinho de alguns governantes em manter o poder com a manipulação e a carência das classes que não têm oportunidades é repugnante.

Para mudar o quadro faz-se necessário que os bons governantes e os bons políticos (Sim! Eles existem!), de preferência com a colaboração da sociedade civil, elaborem planos educacionais de fato praticáveis. Planos que provoquem uma revolução silenciosa.

Como disse George C. Marshall: “Os pequenos atos que se executam são melhores que grandes atos que apenas se planejam”.

Se há tempo sabemos de tudo isso, por que as coisas não acontecem? Talvez porque o lado dos que querem efetivamente que as mudanças ocorram não esteja ainda suficientemente forte.

0 comentários: